Buscar
  • Miranda Guimarães

30 Anos de Mercosul

Hoje, a nossa preocupação deve ser com o futuro: Tendências atuais do Comércio Internacional. O Mundo está mudando. Uma velha era está acabando. Os velhos modos não servem.


Em todo o Mundo há a tendência da integração — povos que sequer eram unidos por tradição se unem para formar blocos econômicos, criar leis ou mesmo eliminá-las para desobstruir o caminho da integração. Integração comercial. Integração de Serviços. Integração de Povos.


Chega um tempo em que as pessoas se cansam de isolamento, se cansam de segregação, se cansam da distância entre outros países.


Chega um tempo em que as pessoas se cansam de atravessar o abismo da segregação, de leis isolacionistas, de “proteções” ilusórias e espúrias. Temos pressa. Pressa de Integração. Não podemos esperar ficar velhos, enquanto o Mundo se Integra e se Une. Queremos a Integração agora. Já temos tendências. Tendências atuais do Direito, tendências atuais do Comércio. E a união do Direito com o Comércio trará luz a essa tão desejada integração.


Tenho dito repetidamente que queremos Integração. Integração. Esta é a palavra. Esta é a minha “Globalização”. E devemos expressá-la com orgulho.


Uma crença na Sociedade, nos Países, nas Pessoas de outras Nações. Trabalhando em cooperação, juntos. Solidariedade e Parceria.

Não é a “Globalização” do Capitalismo Selvagem ou do Socialismo Radical. Ela é a perspectiva do progresso da “Visão de Sociedade”.


Entendemos que o indivíduo caminha melhor numa sociedade decente, forte com valores e princípios, metas comuns.


Já foi o tempo em que a Jurisdição era o meio de “esconder bandidos” ou “fortunas ilícitas”. Entramos no tempo da Cooperação Jurídica, da Cooperação Econômica, no tempo da Integração, no tempo do MERCOSUL.

0 visualização0 comentário